Magazine

Portfólio de Arquitetura | Luísa Rangel

Description
P1EDIFÍCIO PÚBLICOLIMITE DO TERRENOLIMITE DO TERRENOO ENTORNOFachada Sul Esc.: 1/100Fachada Norte Esc.: 1/100Projeto de um Edifício Público, de uso de moradores,…
Categories
Published
of 59
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
P1EDIFÍCIO PÚBLICOLIMITE DO TERRENOLIMITE DO TERRENOO ENTORNOFachada Sul Esc.: 1/100Fachada Norte Esc.: 1/100Projeto de um Edifício Público, de uso de moradores, funcionários e acadêtmicos da UFRJ. Espaço pensado para proporcionar espaço de leitura e desenvolvimento cultural conjugados a contemplação da natureza e histórico -arquitetônica do local. O terreno em declive localiza-se em proximidade com a Igreja Bom Jesus da Coluna e possui vistas para a Baía de Guanabara, caracterizando, assim, um bom lugar para a proposta do projeto.NPAV. TÉRRREOCAFÉBIBLIOTECA1° PAVIMENTOO projeto da Biblioteca tem como principal função agregar espaços de cultura e lazer à Universidade. Assim o edifício conta com amplo espaço de contemplação e estar e um pequeno Café no pavimento térreo. O edifício é dividido em três níveis: o primeiro encontra-se nivelado com a rua de acesso, conta com bancos e muretas para estar; o segundo é mais abaixo dando acesso ao Café, banheiro e ao espaçoes contemplação com mesas e bancos com vista para a Bahía de Guanabara, neste pavimento dá-se o acesso a Biblioteca no pavimento superior. A Biblioteca, com grandes aberturas em todo o pé-direito em suas extremidades opostas, protagoniza a luz natural e a vegetação e rica e marcante do entorno.CORTE LONGITUDINALMODELO FÍSICOP2FLORECERO ENTORNOO contexto urbano histórico da Tijuca revela suas diferentes caracteríesticas que juntas formam um cenário diversificado. Assim, o fluxo constante de indivíduos, com variadas faixas etárias e construções culturais diversas, atrelado a sobreposição de usos fluxos e tempos revela o caráter peculiar do lugar. Este fato salienta, portanto, a necessidade de criação de um vínculo em comun, de forma que este espaço transmita a liberdade para que cada um possa ser, experimentando em seu p´roprio contexto o desabrochar.DISPOSTA EM 1VOLUMETRIA “U” COM ABERTURA PARA DIVISA COM A IGREJA LOCALINFERIOR. 2 ABERTURA VOLUMETRIA QUEVOLUMES 3 ABAIXA-SE LATERAIS. MELHORPROPORCIONA DIFERETESVENTILAÇÃO E RELAÇÃO COMVISADAS PARA O INTERIORENTORNOEM DESNÍVEIS 4 TÉRREO SUAVES. INTEGRAÇÃO ENTRE ESPAÇOS LIVRES E DIFICADOS.PAV. TÉRREOPropõem-se, portanto, uma volumetria em “u”, paralela a rua Alzira Brandão, implantada de maneira que o pavimento térreo toca o muro em divisa com a igreja. Cria-se, portanto, um centro que integra o espaço livre e edificado. Assim, com o intuito de gradativamente integrar o dentro e o fora optamos por um térreo majoritariamente livre e com desníveis suaves em que são intercaladas escadas e rampas de acesso. O edifício possui duas alturas distintas: a lateral, mais elevada enquanto a frontal e a inferior menores. Com isso possibilita-se que o espaço livre central proposto possua uma relação mais agradável com a insolação. Distribui-se em duas circulações verticais enquanto sua circulação horizontal dá-se por corredores externos. O programa distribui-se gradativamente entre o público e o privado, partindo de um térreo comercial e de trabalho coletivo até os próximos pavimentos de residência privada, que dividem-se em habitações duplex, tipologias acessíveis e lofts com escritório.1째 PAVIMENTO 2째 PAVIMENTO3째 PAVIMENTO 4째 PAVIMENTO6° PAVIMENTO7v° PAVIMENTTOP3TERRITÓRIO E D U C AT I V OO CAMINHOCapela e praça Tilinho Sítio 968 e Associação Local de implantação da escolaMinifazenda Praça AgapantoPraça Vargem Grande / Colégio Vargem GrandeFazenda e HarasPrincipal acesso Barra da TijucaO intuito deste projeto é a integração Escola-Bairro, em que a Instituição não esteja concetrada apenas em um edifício, mas utililizar parceiros e equipamentos preexistentes no entorno e caminho dos estudantes. Dessa forma, foram escolhidos espaços de potencial educativo como fazendas, associações, polos gastronômicos e culturais. Além disso, o projeto busca alcançar as crianças da região de Vargem Grande e principalemnte aquelas que se encontram na comnidade Quilombola. Essa comunidade é carente de infrsestruturas básicas, como saneamento, luz elétrica e trasnporte devido a sua localização em área de proteção ambiental. Sendo assim, implanta-se uma escola aberta também a comunidade, a fim de dar suporte as atividades feitas pelos moradores e crianças do bairro.QUILOMBOLASO entorno da escola é caracterizada pela marcante presença de vegetação nativa, ruas ainda não asfaltadas e pouca iluminação. Contudo, essa vegetação juntamente com a topografia tornam-se os protagonistas, trazendo as qualidades únicas da região. Assim, o projeto busca de modo harmônico inserir-se nessas condições.TERRENO E PROJETO Os terrenos do projeto dispõe-se opostamente atravessados pela estrada Macuiba. A divisão do programa partiu das preexistencias de cada terreno, como topografia, hidrografia e pontos de acessibilidade. Assim, o terreno trapezoidal abriga os equipamentos abertos a comunidade e atividades extracurriculares. Já no segundo terreno está a infraestrura escolar, com equipamentos para estudo e recreação.TERRENO 1PROGRAMA ARQUITETÔNICOTERRENO 2- ATELIÊ DE PINTURA E ARTESANATO abertos à comunidade- SALAS DE AULA - aulunos do pré-escolar ao ensino fundamental- QUADRAS POLIESPORTIVAS - aulas de educação física - torneios e recreação da comunidade- REFEITÓRIO - alimentação durante o horário integral de estudo- VESTIÁRIOS - suporte para atividades esportivas- EDIFÍCIO ADMINISTRATIVO - sala de professores, apoio de funcionários, salas de reunião, diretoria, sanitários- BIBLIOTECA - espaço para estudos e leitura, aberto para a comunidade- MIDIATECA - espaço para leitura, estudo e pesquisa e aula de informática- AUDITÓRIO - espaço para reuniões, palestras, teatro e filmes abertos à comunidade- SALAS MULTIUSO - espaço para atividades de ciências, artes e para suporte ao professores.Os salaA ESCOLAblocos de salas de aula estão dispostos de maneira com que a vegetação e a luz naturam tenham protagonismo na vista das as. Os blocos são ligados por uma rampa que fica atrás dos edifícios, integrando a circulação em apenas um ponto. Além diso, os blocos também são mediados por pártios mobiliádos e arborizados.PAV. TÉRREO1° PAVIMENTOCORTE TRANSVERSAL BLOCOSCORTE LONGITUDINAL BLOCOSP4EDIFÍCIO COMERCIALO PR O JE TO11. Intençaõ: ponto visual central no terreno - comercio para todas as esquinas22. Possibilidade de cruzar o terreno - criar travessia para pedestresO intuito da implantação do edifício foi fazer do térreo um espaço semi-público, abrindo uma passagem de pedestres e criando uma passagem de pedestres e um espaço de apoio em meio as lojas e ao átrio. O piso da continuidade ao calçamento público, quebrando o limite entre interior e exterior e há aberturas no pavimento comercial que permitem a incidência de luz natural no mezanino. As lojas são voltadas tanto para a rua quanto para o interior, e o acesso ao mezanino do pavimento de uso comum se dá por meio de uma escada aberta para a rua. O edifício está posicionada na esquina, o que foi trabalhado através de ângulos que dão maior interesse e multiplicidade de olhares às perspectivas. Os pavimentos tipos diferenciam-se pelo tratamento de fachada, evidenciando as diferentes dinâmicas de trabalho que acontecem no interior.A segunda pele, com fechamento em camarão, está presente nas lajes corporativas, dando unidade ao conjunto. É constituída de chapas de metal microperfuradas, que promovem o sombreamento ao mesmo tempo que permitem a passagem de luz translúcida.33. Ă trio principal de acesso - centralidade visual para os dois lados de entradaFACHADACORTE LONGITUDINALCORTE TRANVERSALA1AQUARELASARQUITETURA E FOTOGRAFIAFOTOGRAFIA
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x