Magazine

3945 - EDIÇÃO DIGITAL

Description
Menezão recebe Colar do Mérito de Contas no TCEManaus, 12/OUT/20193945 - Edição Digital02 OPINIÃOFALA SÉRIOOS, Operação Sacanagem toma conta da SaúdeVirou…
Categories
Published
of 16
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
Menezão recebe Colar do Mérito de Contas no TCEManaus, 12/OUT/20193945 - Edição Digital02 OPINIÃOFALA SÉRIOOS, Operação Sacanagem toma conta da SaúdeVirou caso de Polícia a calamidade da saúde do Amazonas. Os hospitais públicos de todo o estado sofrem com falta de infraestrutura e de pessoal. Servidores não recebem desde agosto e no Hospital Francisca Mendes, por exemplo, quem paga o pato são os pacientes. Falta tudo, inclusive o respeito de alguns servidores revoltados. Pacientes com graves problemas cardíacos em estado de desespero. Só quem está em estado de graça são os contratados das OS, a Operação Sacanagem, digo, Organização Social.Gestão RaimundaTem uma OS que atende no Delphina Aziz, onde são feitas apenas 8 cirurgias/mês com atendimento médico que se limita a analgésico, soro e anti-inflamatórios. Pelo portal da Transparência a receita mensal dos aquinhoados é R$8 milhões/mensais. Mais abençoado que eles são o lado privado da PPP, que recebe R$10 milhões/mês. Os afilhados saem com a grana e o contribuinte com a bunda.“Fartura, farta tudo”É dramática, também, a situação do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, o maior do Amazonas. Ele é referência no estado e fazia cerca de 400 cirurgias por mês, segundo o sindicato dos médicos. Quem tem procurado por cirurgias de emergência é informado que o serviço está suspenso por falta de material.Pôncio PilatosA assessoria da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informa que o governo lavou as mãos como Pôncio Pilatos, alegando, 10 meses depois de exercício, que a situação dos hospitais e demais equipamentos de saúde “não são dessa gestão”. Limitou-se a informar que o secretário, que é vice-governador, está trabalhando em um plano para reestruturar a rede de saúde, com ações a curto, médio e longo prazo. Será, mana?Sem banheiro nem vergonhaNas dependências do Pronto Socorro 28 de Agosto há um cenário de guerra, a expressão de desespero de quem precisa de socorro parece não ter qualquer perspectiva de solução. Em uma sala improvisada para atender pacientes que precisam de internação havia na semana passada 60 internados. Um detalhe calamitoso: existe apenas um banheiro, que não funciona.Manaus, 12 de outubro de 2019O nível de comunicação cérebro-cérebro — II ParteChamar a pessoa pelo nome, apertar a mão dela com a mesma intensidade que ela aperta a sua e fazer-lhe perguntas abertas são as técnicas básicas para que o cérebro do seu interlocutor entre no processo e a comunicação passe do nível boca-ouvido para o nível cérebro-cérebro. Você já sabe a importância de chamar a pessoa pelo nome e como fazer para memorizá-lo. Agora, você vai saber mais sobre o aperto de mão e perguntas abertas. Aperto de mão - Existe uma linguagem corporal com a qual se pode transmitir firmeza, confiança e sinceridade. O aperto de mão é uma dessas formas de linguagem não-verbal. Talvez você não saiba, mas 40% das transações comerciais que não se concretizam são perdidas por causa do aperto de mãos. Imagine duas pessoas: uma aperta a mão com tanta força que mais parece um alicate, e outra aperta a mão com tanta delicadeza que mal se consegue tocar-lhe os dedos. Você já imaginou como seria um aperto de mãos entre essas duas pessoas? Numa transação imobiliária, se a pessoa que aperta a mão com força for tratar com um corretor que aperta a mão com delicadeza, certamente ela duvidará da firmeza dele para conduzir a negociação, e esta não se concretizaria. Por outro lado, se a pessoa com aperto de mão delicado for negociar com um corretor que aperta a mão com força, a negociação também não acontecerá, pois o corretor será considerado muito agressivo. O aperto de mão ideal precisa transmitir a seguinte mensagem: — Eu sou igual a você, pode confiar em mim! A importância disso é muito simples de entender; afinal, nós gostamos de pessoas iguais a nós. Perguntas abertas - Existem dois tipos de perguntas: as fechadas e as abertas. Perguntas fechadas são respondidas simplesmente com um “sim” ou “não”, automaticamente. Esse tipo de resposta, da qual o cérebro não participa, pode limitar o seu processo de persuasão: quando você obtém um “não” como resposta, fica mais difícil fazer a pessoa com quem você estiver negociando dizer um “sim”. Perguntas abertas, por sua vez, não podem ser respondidas com “sim” ou “não”, e aí está a vantagem do seu uso, pois o cérebro precisa participar da resposta. Por exemplo, em vez de perguntar a uma pessoa se ela está interessada em comprar uma cadeira, pergunte-lhe se, caso comprasse a cadeira, a colocaria na sala de visitas ou na sala de jantar. Para responder a essa pergunta, ela teria de pensar que já comprara a cadeira e que a cadeira já teria chegado à sua casa. Com a pergunta aberta, você “colocou” a cadeira dentro da casa da pessoa. Pessoas que usam com mais freqüência perguntas abertas ganham mais dinheiro na vida. Muita coisa pode ser conquistada nesse nível de comunicação. Grande parte do seu sucesso profissional concentra-se em dominar a arte da comunicação cérebro-cérebro. Mas para que o sucesso profissional possa acontecer de forma ainda mais espetacular, você precisa aprender a passar para o nível seguinte. Coração-Coração -Nesse nível, empatia e amizade se mani¬festam e os milagres da comunicação entre as pessoas podem acontecer. Afinal, sempre gostamos de falar “sim” para os nossos amigos e não nos importamos em dizer “não” para os nossos inimigos. Dr. Lair Ribeiro — Palestrante internacional, ex-diretor da Merck Sharp & Dohme e da Ciba-Geigy Corporation, nos Estados Unidos, e autor de vários livros que se tornaram best-sellers no Brasil e em países da América Latina e da Europa. Médico cardiologista, viveu 17 anos nos Estados Unidos, onde realizou treinamentos e pesquisas na Harvard Unversity, Baylor College of Medicine e Thomas Jefferson University. Webpage: www.lairribeiro.com.brNinguém Merece!!! • Em todo o Amazonas, médicos, enfermeiros e demais servidores estão com salários atrasados. • Algumas categorias ainda não receberam nem o salário do ano passado. O governador Wilson Lima culpa gestões anteriores pela crise, como se tivesse assumido ontem. • Dinheiro não falta: havia uma previsão de fechar o ano com R$17 bilhões e hoje o Estado registra R$19 bi. Quem está rindo de orelha a orelha são os Amigos do Rei. • Festas, inaugurações, anúncios de obras mirabolantes e uma agenda intensa de badalações, rock e pagode. No caso, é pra levar o povo… a pagode!!!Editora Crata Ltda. C.G.C 05.925.020/0001-97 Rua São João, 278 S. Jorge Manaus AM 93.033-240 (092) 3673 9333 Miguel Jorge Mourão Diretor Mskt.news@gmail.comHelton Rodrigues Editor executivo Maskate.redacao@gmail.com Nathalia Rank Gerência Administrativa Maskate.adm@gmail.com Depto. de Marketing Maskate.marketing@gmail.com (92) 98222-1010Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a opinião deste jornal. O Maskate não aceita matéria redacional em forma de publicidade.MANCHETEManaus, 12 de outubro de 201903Servidor público tratado como cavalo A saúde do estado do Amazonas vive seus piores momentos de terror. As pessoas não estão morrendo, estão sendo mortas pelo descaso, pela falta de recursos essenciais, pelo não pagamento dos servidores e, principalmente, por um inquietante clima de contravenção no uso da máquina pública. Propaganda governamental mostra inauguração de obras, investimentos em infraestrutura, no papel, é claro, enquanto nos hospitais, prontos-socorros e demais unidades de atendimento, o abandono impera. Médicos relatam os indícios claros de operações obscuras dagestão dos recursos públicos. A implantação das organizações sociais (OS), um arranjo sombrio para para camuflar ilícitos, é a ponta de um iceberg de presepadas com o erário. Onde está o Ministério Público, tanto Estadual como Federal? Afinal existem recursos federais na folia entre amigos do poder no trato dos recursos públicos denunciada diariamente na Assembleia Legislativa do Estado. Invocamos a ação administrativa e fiscalizatória do Tribunal de Contas do Estado que saberá com lisura e competência apontar o festival de infrações e perversões gerenciais do atual governo do Amazonas.Anúncio de esmola para os servidores Com sorriso amarelo no Face, Wilson Lima anunciou que vai pagar R$ 500 para os servidores como auxílio-alimentação, mas isso só a partir de 2020. Como se fosse um cala boca ao “morto de fome” do cidadão que faz a máquina andar, que rala todos os dias em hospitais, escolas, na segurança pública e demais serviços. Como se brincasse com a cara do povo, Lima mostra que é incapaz de gerir os recursos do Estado, não sabe como cortargastos desnecessários e enfia o espeto goela abaixo do servidor. Após ganhar mais de 1 milhão de votos nas urnas, Lima sentou na cadeira de governador e não sabe o que fazer. Mal assessorado, teleguiado, o apresentador não sabe para onde o Amazonas vai. Tirou dinheiro da Afeam para pagar o 13º. do funcionalismo, descobrindo os pés de quem contava com esse dinheiro para tocar seu negócio e sair da fila da fome.Só tem o gogóBasta dar uma olhada nas propagandas do Governo do Estado, para se perguntar onde fica esse Amazonas? A maioria dos deputados do Amazonas assinou o atestado de subserviência ao governador Wilson Lima e aprovou a concessão do título de Cidadão do Amazonas ao paraense que sentou-se na cadeira de governador e recebeu do povo o poder da caneta. O que Wilson teria feito até agora para merecer tamanha honraria? Deixado os hospitais sem remédios, sem estrutura e o povo sem atendimento? Congelado os salários dosservidores? Esquecido de pagar os médicos, enfermeiros e todo o pessoal que luta pela vida da população? Ou seria alguma obra que só os deputados conseguem ver? Enquanto a população se queina nas ruas, na porta dos hospitais, na porta das escolas e nas redes sociais, a maioria dos parlamentarem abaixa a cabeça e faz vista grossa,em vez de defender quem lhes conferiu a responsabilidade de fiscalizar o mau-feito. Como se fosse a mais bem acabada tabelinha entre Gabigol e Arrascaeta, colocam a medalha no peito do governador e correm para o abraço.Cheque em branco13º será pago na marra A primeira parcela foi prometida para julho, mas não foi paga porque não tinha dinheiro. Ficou para novembro, mas também não tem dinheiro. O jeito foi tirar R$ 300 milhões da Afeam e não passar o vexame de deixar o servidor em o sagrado dinheiro do Natal. Wilson tirou mais de R$ 1 bilhão em investimentos da saúde, esporte e educação, congelou os salários dos servidores, viu a Secretaria de Educação envolvida em escânda-los e nada fez. Este ano o Estado tem arrecadação de R$14,9 bilhões. Como é que não tem dinheiro? Onde foi parar toda essa grana? Lima colocou a culpa na Lei de Responsabilidade Fiscal, mas já estourou em gasto com pessoal R$634 milhões. Beneficiado pela Assembleia Legislativa do Estado, fez empréstimos para o povo pagar. Os deputados já liberaram este ano mais de R$1 bilhão em recursos. Cadê o dinheiro?Wilson está como cego em tiroteio. Deve ser o excesso de números e de dinheiro na conta do Governo. Só este ano o Estado tirou mais de R$ 1 bilhão em investimentos da saúde, esporte, educação e vários setores para pagar gastos que sangram o Estado. Não se tem notícia de que as diárias das viagens do governador tenham sido descontadas do bol-so dele, mas sabe-se que a Aleam já liberou este ano mais de R$1 bilhão de recursos e empréstimos. Sem fechar a torneira, o Governo vai tirar R$ 300 milhões da Afeam (Agência de Fomento do Amazonas) para pagar o décimo terceiro, deixando descoberto um setor que existe para gerar emprego, renda e botar comida no prato do cidadão.Poço sem fundoEste ano o Estado tem arrecadação de R$14,9 bilhões. Mesmo assim, só que se se escuta da boca do governador é que não tem dinheiro. Wilson que se agigantava ao lado de um anão na TV, afirmando que o Amazonas nadava em dinheiro, que o povo não aguentava mais esperar por uma vida digna, que o Estado era in-competente, parece estar sentindo falta da maquiagem, luzes e da posição de atirador de pedras. Já estourou em o gasto com pessoal em R$634 milhões e, mesmo assim, conseguiu aprovar na ALE a chamada Lei Delegada, podendo abrir, fechar, contratar de demitir nas secretarias, sem que os deputados possam dar palpite.04 POLÍTICAManaus, 12 de outubro de 2019FIEAM discute nova política de desenvolvimento regionalA discussão da nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional, PNDR, voltada para a Amazônia, tem que ir além do debate sobre os fundos constitucionais, na avaliação do presidente em exercício da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, FIEAM, Nelson Azevedo, ao abrir a 37ª reunião de trabalho do Programa Conhecendo a Indústria, na quinta-feira (10), na sede da instituição. “As oportunidades para o desenvolvimento são amplas, desde que a ZFM seja preservada e existam investimentos na infraestrutura da região e na simplificaçãodas condições de operação das empresas”, disse ele. Dentro do tema “Desenvolvimento Regional da Amazônia”, a reunião, promovida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e Ação Pró-Amazônia, associação formada pelas Federações das Indústrias dos Estados da Amazônia Legal, contou com a participação de representantes da Suframa, Sudam, Banco da Amazônia, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos (SAE), entre outros.Logística no Amazonas, presente!Desafios da Zona FrancaNo segundo painel da reunião, o superintendente da Zona Franca de Manaus, coronel Alfredo Menezes, apresentou os desafios e perspectivas do modelo ZFM. E destacou as ações para resgatar o papel da Suframa como instrumento de desenvolvimento regional. “Nos últimos 20 anos, o foco da Suframa era principalmente o Estado do Amazonas, deixando totalmente esquecidos os demais estados que são Roraima Rondônia, Acre e Amapá”, disse o superintendente. Outro resgate, segundo ele, ocorreu em relação ao setor decomércio. “Com a Zona Franca, aqui no PIM, tínhamos somente o vetor de trabalho da indústria, esquecendo completamente a parte do comércio e serviços”, disse, exaltando a recente aproximação da Suframa com a Federação do Comércio. Segundo Menezes, a Suframa iniciou há duas semanas negociações com o Governo do Estado para revitalizar o setor agropecuário do Amazonas, a começar por um projeto modelo no município de Rio Preto da Eva, a 80 quilômetros de Manaus.Sobre a realidade da logística para a operação industrial na Amazônia, o coordenador da Coordenadoria do Sistema de Transporte e Logística, Infraestrutura, Energia e Telecomunicações (CINF) da FIEAM, Augusto Rocha, foi enfático em dizer que não há investimentos expressivos em infraestrutura no estado. “Falamos muito sobre problemas de planejamento estratégico e dificuldades de planejamento para a Amazônia, mas no olhar de nós, especialistas, não existem problemas de planejamen-to e sim de execução”, apontou ele. De acordo com o mestre em engenharia de produção e doutor em engenharia de transporte, é necessário executar atividades que já estão presentes há séculos nos planos de infraestrutura do estado. “É preciso executar esse resgate histórico, o povo fala em recuperar a BR319 como se fosse uma descoberta recente, mas isso é um problema secular, de um século de planos feitos e não executados, é isso que estamos enfrentando”, disse o coordenador.05Manaus, 12 de outubro de 2019POL~ITICAEm comemoração aos 69 anos o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), mais de 20 autoridades públicas foram agraciadas com o Colar do Mérito de Contas entregue na manhã desta sexta-feira (11), no auditório do TCE-AM. Dentre os homenageados, esteve presente o superintendente da Suframa, Coronel Alfredo Menezes, reconhecido pelo grande trabalho que vem exercendo à frente do órgão. “Precisamos honrar a trajetória desses servidores públicos que prestam ou prestaram serviços exitosos à sociedade amazonense e contribuíram, direta ou indiretamente, para que o interesse público fosse preservado. Nós comemoramos 69 anos reconhecendo a competência daqueles que prestaram serviços ao Amazonas”, disse a presidente da Corte de Contas, conselheira Yara Lins dos Santos, durante a cerimônia. Ela completou a fala dizendo todos possuem características relevantes que saltam aos olhos da população. Entre os agraciadosestão o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Yedo Simões e as desembargadoras Carla Reis e Nélia Caminha; o promotor do Ministério Público do Estado (MPE-AM), Aguinelo Balbi; o presidente do Legislativo estadual, Josué Neto, além dos reitores das Universidades Federal do Amazonas (Ufam), Sylvio Puga, e do Estado (UEA), Cleinaldo Costa, advogados, professores e servidores aposentados. Os agraciados foram indicados pelo sete conselheiros do TCE-AM e os nomes foram aprovados em reunião administrativa realizada pelo Pleno da Corte de Contas.Menezão recebe Colar do Mérito de Contas no TCEGoverno vai dobrar limite de compras em free shopsVai chegar a hora do Brasil na OCDE, diz Bolsonaro O presidente Jair Bolsonaro negou que o governo dos Estados Unidos tenha preterido o ingresso do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Durante sua tradicional live semanal, no Facebook, Bolsonaro afirmou que o apoio dos norte-americanos à entrada de Romênia e Argentina já era conhecido e que o Brasil terá sua oportunidade. Mais cedo, a agência de notícias Bloomberg informou quegoverno dos Estados Unidos, por meio do secretário de Estado, Mike Pompeo, rejeitou um pedido para discutir o aumento de integrantes na OCDE, grupo que reúne 36 países, a maioria da Europa e América do Norte. De acordo com a agência, a informação constava em uma carta enviada por Pompeo ao secretário-geral da OCDE, Angel Gurria. No documento, os EUA confirmam apoio formal à entrada da Argentina e da Romênia no grupo.O presidente Jair Bolsonaro informou hoje (11) que o governo federal vai dobrar o limite atual para compras em free shops. “Os brasileiros que voltam de viagens do exterior poderão comprar US$ 1 mil em produtos nos aeroportos – hoje, o limite é de US$ 500”, escreveu em sua conta pessoa no Twitter. Os free shops ou duty free shops são lojas geralmente localizadas em salas de embarque e desembarque deaeroportos onde os produtos são vendidos sem encargos e tributos. De acordo com o presidente, o Ministério da Economia prepara decreto com a medida, a ser publicado nos próximos dias. Ainda pelo Twitter, Bolsonaro também informou que a cota permitida para compras no Paraguai, via terrestre, vai mudar. Nesse caso, o governo vai ampliar de US$ 300 para US$ 500 o valor máximo por pessoa que cruza a fronteira.06POLÍCIAManaus, 12 de outubro de 2019Traficantes expulsam morador da própria casa para usar como bocada Traficantes de uma facção que domina a comunidade do Riacho Doce, bairro Cidade Nova, expulsaram um morador da própria casa, por julgar que a localização do imóvel era perfeita para a vendas de drogas. A equipe de investigação do 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), foi até o local e prendeu um jovem identificado como Nelzimar Rodrigues de Azevedo, 18 anos. De acordo com o delegado Jander Mafra, titular do distrito policial, as investigações em torno do caso iniciaram após denúncias. “Nós recebemos uma denúncia anônima de que um proprietário de uma residência havia sido expulso da casa dele para que um grupo ocupasse o local e fizesse um comércio de drogas. Isso nos preocupou e passamos a investigar”, conta o delegado. Que relata ainda que a equipe foi recebida a tiros. “Por motivo de segurança da comunidade, não revidamos, mas eles deixaram uma certa quantidade de drogas para trás. Uma equipe permaneceu à espreita, foi quando esse rapaz apareceu para buscar os entorpecentes e recebeu voz de prisão”, explica Mafra. Nelzimar foi preso por tráfico de drogas e encaminhado a delegacia e perm
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x