Magazine

521 - Edição do Jornal Agora News

Description
Vereadores derrotam Prefeita Fábia Porto A N O XI - # 5214656.2247W W W. J O R N A L A G O R A N E W S . C O M . B RSÁBADO, 15 DE FEVEREIRO DE 2020Pág. 07Clebão…
Categories
Published
of 10
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
Vereadores derrotam Prefeita Fábia Porto A N O XI - # 5214656.2247W W W. J O R N A L A G O R A N E W S . C O M . B RSÁBADO, 15 DE FEVEREIRO DE 2020Pág. 07Clebão do PostoTi NagateLuizão ArquitetoVereadores oposicionistas e da base do governo se uniram na sessão da última terça-feira (11) para rejeitar três vetos propostos pela Prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto, que queria impedir: A criação de uma terceira equipe de atendimento na UPA – de autoria do vereador Clebão do Posto, Pagamento de complemento aos aposentados – de autoria do vereador Luizão Arquiteto e Asfaltamento da Estrada Municipal Marilândia e Estrada Municipal do Santíssimo – de autoria do vereador Ti Nagate.02www.jornalagoranews.com.br15 de Fevereiro de 2020Perigo dos “antivacinas” IBGE prepara novo Durante entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, o médico e escritor Drauzio Varella afirmou que é muito provável que o coronavírus chegue ao Brasil, porém ele confia que os epidemiologistas conseguirão administrar a doença. Boa parte da sabatina girou em torno das “fake news” dentro da medicina, principalmente dos grupos antivacinas que estão deixando profissionais da saúde estarrecidos com a onda que cresce em outros países e que pode chegar ao Brasil. “Como têm pessoas contra a vacina?”, analisou Drauzio. “De onde tiram isso? Como podem ter essa liberdade de falar e serem respeitados como se fossem o outro lado. Alguns são a favor da vacina e outros são contra? Não! Alguns estão do lado da vacina porque impedem doenças. Os que são contra ou são ignorantes, muito ignorantes, ou mal-intencionados. Esses grupos tinham que ser presos, estar na cadeia. Isso é um crime contra a população. Isso tinha que ter uma ação governamental.” Vivemos em um mundo no qual é muito difícil de imaginar que, há algumas décadas, era comum que as pessoas morressem por doenças como rubéola, meningite, poliomielite e tétano. Com a evolução da medicina e o desenvolvimento de vacinas, essas enfermidades se tornaram raras e passaram a ser vistas como algo de um passado distante. Tão distante que a importância da vacinação está em risco. Grupos que criticam a forma como as imunizações são realiza-jornal@jornalagoranews.com.brdas, os chamados antivacinas, têm crescido. Por isso a preocupação de um médico conceituado como o Dr. Drauzio Varella. Por ser uma questão que interfere na saúde mundial é importante considerar o posicionamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o assunto. E ela não poderia ser mais clara. No ano passado a organização divulgou uma lista das 10 grandes ameaças à saúde, entre elas, estava o medo de vacina. A questão foi apontada como um dos problemas que mais poderia causar vítimas em 2019. Toda uma geração que hoje são avós continuam defendendo a eficácia da vacina como forma de prevenção a uma série de doenças. Dados divulgados pela OMS apontam que a medida é responsável por evitar de 2 a 3 milhões de mortes por ano, atualmente. Para médicos especialistas virem a público e externarem essa situação é que a situação, sem uma ação efetiva, em breve sairá do controle. Já é comum os “novos pais” decidirem não vacinar mais os filhos e isso pode parecer algo individual. Mas, na verdade, é uma questão de saúde pública. A comunidade médica acredita que o movimento antivacina teve um estopim. Em 1998, o médico britânico Andrew Wakefield publicou um estudo em uma respeitada revista científica, a Lancet. Nele, Wakefield relacionava a vacina tríplice viral, que previne contra a caxumba, o sarampo e a rubéola, ao autismo.Das 12 crianças com autismo analisadas no artigo, oito teriam manifestado a doença duas semanas depois da aplicação da vacina. A teoria era de que o sistema imunológico havia sofrido uma sobrecarga com a imunização. Um tempo após a publicação, o estudo começou a ser questionado. O médico estava envolvido com advogados que queriam lucrar a partir de processos contra fabricantes de vacinas. Além disso, ele utilizou dados falsos e alterou informações sobre os pacientes. Após a confirmação do caso, a Lancet se retratou e retirou o estudo de seus arquivos. Nós que atuamos no segmento de comunicação sabemos do “poder” da informação, e por isso é motivo de consternação acompanhar tamanha gravidade chegando à população como informação confiável e ver seus efeitos avassaladores. Até hoje, muitas pessoas citam o tal estudo, relacionando não apenas a tríplice viral com o autismo, mas vacinas de modo geral. As consequências de uma típica fake news afetam o presente, com pais deixando de vacinar seus filhos impulsiona o retorno de doenças que estavam praticamente erradicadas, o sarampo por exemplo, voltou com força e o surto – segundo a OMS – se deve à falta de cobertura da vacina em certas regiões. Compartilhe sobre a importância das vacinas, quem sabe essa geração seja marcada pela correção de uma conduta errônea que hoje coloca em risco vidas inocentes.processo seletivo para vagas de supervisoresFoto: ArquivoEDITORIALCENSO 2020O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) prepara para fevereiro novo processo seletivo para contratação de profissionais que atuarão na realização do Censo 2020. Desta vez, as vagas serão disponibilizadas para o cargo de supervisor. A coleta de dados do Censo Demográfico de 2020 terá início em 1º de agosto. O objetivo do trabalho é conhecer a população brasileira de forma a auxiliar na implementação de políticas públicas e no direcionamento de investimentos tanto dos governos quanto da iniciativa privada. Os recenseadores, identificados com colete, boné, crachá e computador de mão, irão coletar as informaçõesatravés de entrevista direta com perguntas listadas sob a forma de questionário a ser preenchido no computador de mão. Também será possível responder o questionário via internet. Serão visitados todos os domicílios do país. Os questionários versarão sobre o tamanho da população brasileira; em que condições vive; como se distribui; qual o nível de ERRATA: Na edição do dia 08 de fevereiro, na matéria “Esposa encontra marido eletrocutado em sítio no Pouso Alegre”, foi publicado no mesmo espaço (retranca) o falecimento por afogamento de Rosimar Adão de Oliveira, caseiro em uma Chácara no Condomínio Ibirapitanga. O local correto da ocorrência foi na Chácara Recanto dos Anjos.escolaridade das crianças; quais as condições de emprego e renda, entre outras perguntas. Também estão disponíveis para consulta no site do IBGE, a divulgação do resultado do processo de seleção feito no ano passado e as atas das reuniões de planejamento e acompanhamento do trabalho de organização da pesquisa. Para saber mais, acesse: https:// censo2020.ibge.gov.br/www.jornalagoranews.com.br15 de Fevereiro de 202003Motociclistas são os que mais se acidentam no trânsito IMPRUDÊNCIA, FALTA DE ATENÇÃO E HABILIDADE SÃO AS PRINCIPAIS CAUSASoito são entre motociclistas. Dados mostram que os homens representaram 67,1% dos atendimentos nas unidades de saúde. Os desastres nas ruas e estradas já deixaram mais de 1,6 milhão de feridos nos últimos dez anos, ao custo direto de quase R$ 3 bilhões para o Sistema Único de Saúde (SUS). Os números fazem parte de um levantamento elaborado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Esses acidentes respondem por boa parte das internações hospitalares e pela maioria dos atendimentos de urgência e emergência, que geram altos custos sociais, como cuidados em saúde, perdas materiais e despesas previdenciárias, além de grande sofrimento para as vítimas e seus familiares. O período de férias de fim de ano até o período do Carnaval eleva consi-deravelmente o fluxo de veículos que circulam nas ruas e rodovias. Com a maior movimentação, cresce também a possibilidade de ocorrência de acidentes. Segundo especialistas, são muitos os fatores que podem explicar o rápido crescimento das mortes de motociclistas, mas todos os estudos apontam que as causas principais são procedimentos de risco dos próprios condutores, como andar no chamado corredor das vias, cortar as lombadas e também o consumo de álcool. “Se o risco de morrer em uma colisão de automóvel já é significativo, a depender das circunstâncias do acidente, sobre uma motocicleta essas chances são 20 vezes maiores”, pontuou. PERFIL: Há sindicatos de Motociclistas Profissionais que defendam que o “recém-habilitado, quandocoloca a carteira no bolso, já se acha piloto, que pode fazer o que um profissional da moto faz. Mas ele não consegue; acaba sendo uma vítima do trânsito”. Profissionais que atuam diariamente sobre uma motocicleta apontam que a maioria dos acidentes e óbitos que ocorrem noites e madrugadas, por exemplo, são trabalhadores dos mais variados segmentos. Ao contrário do que se imagina, as categorias que usam a moto como fonte de renda (motofretistas, motoboys e mototaxistas) não estão entre as principais vítimas. Nossa reportagem conversou com alguns mototaxistas da cidade de Santa Isabel sobre índice de acidentes envolvendo os profissionais desta categoria. G.K., 35 anos, afirmou que entre os mototaxistas o número de acidentes é quase nulo. “Temos os Fotos: Arquivo/Rede SocialNa última semana mais um grave acidente foi registrado em Santa Isabel. Flagrado pelo circuito de câmaras de um comércio da Avenida Coronel Bertoldo, o grave acidente registrado as 22h47 do último domingo (09) tornou público uma série de irregularidades praticadas por um motociclista e por uma condutora de um veículo. A imagem chocante mostra uma motocicleta em alta velocidade “cortando” uma lombada próximo ao supermercado na Coronel Bertoldo e acabou colidindo na lateral de um carro branco. Com forte impacto o condutor da moto foi arremessado e seu capacete se desprendeu da cabeça. Segundo informações a vítima foi socorrida pelo CRESAMU e encaminhada até a UPA, onde foi realizado todo o protocolo para trauma, mas felizmente o condutor, de 25 anos, da moto sofreu apenas um corte em uma das orelhas e foi liberado. Já a motorista do carro, uma técnica de enfermagem de 38 anos, foi encaminhada para a delegacia porque estava com a CNH vencida. A conversão que a motorista fez era permitida, mas ela não respeitou a preferencial do motociclista. O caso foi registrado - como lesão corporal na direção de veículo automotor e dirigir sem permissão ou habilitação - pela Delegacia de Santa Isabel. PESQUISA: A cada dez atendimentos por acidente de transporte, realizados em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS),cursos obrigatórios para poder trabalhar que nos ajuda a ter mais responsabilidades nas ruas, mas nos deparamos com vários motociclistas fazendo barbeiragem. Somos bem instruídos através dos cursos de direção defensiva”, disse. O motociclista destaca que retrovisor para muitos condutores de moto é utilizado como “enfeite”. “Acham que estão no quintal de casa. Estacionam no meio da rua para conversar ou acessam a contramão. Na autoescola tem um livro cheio de informações e mesmo assim eles não aprendem nada. No geral os acidentes são provocados por falta de responsabilidade.” SOCORRISTA: Devair Inácio dos Santos, 43 anos, trabalha há quinze anos como motorista socorrista do CRESAMU. Sobre os casos que aten-deu envolvendo acidentes de moto, ele afirma que a maioria é grave justamente pela segurança do piloto ser limitada. “Não existe um perfil de acidentado, são vários tipos de acidentes que a gente pega. Alguns com menor gravidade outros com maior. Existe uma diferença muito grande entre motociclistas e motoboys. Os motociclistas são mais precavidos, respeitam as sinalizações, limites de velocidade e as leis de trânsito. Os motoboys lucram com a sua profissão, exemplo os entregadores, que quanto mais entregas fazem mais recebem. Como grande parte deles anda em alta velocidade, os riscos de acidentes são maiores”, opina. Devair conta sobre um acidente de moto que marcou muito a sua vida. “Atuamos em Santa Isabel, mas como somos um consórcio atendemos municípios da região. Em um sábado, logo na entrada do meu plantão às 19h, recebi um chamado de uma colisão de moto em um poste na cidade de Arujá. Chegando no local a vítima apresentava uma fratura exposta do fêmur. Por coincidência neste dia estávamos em três socorristas: a técnica de enfermagem, o enfermeiro e eu. Foi uma situação bem complicada, tivemos que realizar manobras específicas onde qualquer descuido poderia agravar ainda mais a situação da vítima. Para piorar, o rapaz não estava consciente, mas deu tudo certo e não teve amputação”, encerrou.04www.jornalagoranews.com.br15 de Fevereiro de 2020Crescimento desordenado continua ampliando áreas de risco SANTA ISABEL EM ALERTAA chuva que não dá trégua no município vai deixando rastros e aumenta o medo dos moradores. Até a última semana o volume de chuva que caiu em Santa Isabel foi de 142mm. A previsão segundo o Climatempo é que até o final deste mês caia mais 80mm, variando o volume a cada dia. A precipitação (mm) média para todo mês de fevereiro é de 213mm, ou seja, a tendência é que o acumulado do mês supere a média mensal. Segundo o coordenador da Defesa Civil de Santa Isabel, Antonio Carlos Porto, mesmo com a diminuição do volume de chuvas, o solo está extremamente encharcado, sendo assim, as construções irregulares, principalmente localizadas em morros, têm grandes chances de haver desmoronamentos, mesmo com um volume menor de chuva. O coordenador apontou que até o momento há três áreas de riscos sendo monitoradas pela Defesa Civil com o perigo de deslizamentos. Uma fica no bairro Jardim Eldorado, na Av. Prefeito Osvaldo Rodrigues da Silva, outra na Rua Vereador Sebastião Claudiano e a terceira no bairro Monte Serrat. “No bairro Jardim Eldorado duas casas foram interditadas, as famílias que nelas residiam migraram para casas de parentes. No entanto a Prefeitura Municipal através da Promoção Social acompanha essas famílias para suprir todas suas necessidades”, disse Antonio Carlos Porto que fez um diagnóstico do local, “o que a gente identifica é que são construções com sobrecargas. Com primeiro e segundo pavimento, então a gente verificou que o solo está prejudicado e há áreas com bananeiras. Ela tem uma raiz superficial, ela acaba acumulando muita água, e contribui para que esse morro venha adeslizar com mais facilidade. É uma série de fatores que contribuem para uma situação de risco”. EMBARGOS: Na tarde de ontem, sexta-feira (14) a equipe da Secretaria de Planejamento junto com a Defesa Civil esteve no bairro Vila Nova para embargar obras irregulares que estão instaladas em áreas de risco; justamente na área superior em que houve o registro de deslizamento que afetou a Rua Vereador Sebastião Claudiano. Nossa reportagem acompanhou os trabalhos dos técnicos que receberam denúncias envolvendo as áreas que dá acesso pela Rua Juscelino Kubitschek. No local foi encontrado uma obra aparentemente paralisada e mais duas que estavam com suas construções iniciadas. Todas foram embargadas. “As três obras estavam em evolução, a maior delas está paralisada, então não podemos embargar, as demais em-Jardim Eldoradobargamos antes, pois estão sendo construídas em áreas de risco e sem projetos”, explicou Otávio Paixão da secretaria de Planejamento. Já no deslizamento doJardim Eldorado, Porto explica que a área está interditada – no momento a Defesa Civil não pode mexer. “O proprietário quer derrubar uma parede quegera bastante risco e estamos estudando a possibilidade de ajudá-lo, tudo isso dentro da Lei”, explica. A Prefeitura de Santa Isabel informou que “Emtodas as ocorrências, a Defesa Civil atuou com o acompanhamento de todas essas áreas, atendendo aos moradores e acompanhando a resolução dos casos.”Rua Vereador Sebastião Claudiano / Vila NovaRua Juscelino Kubitschek / Vila Novawww.jornalagoranews.com.br15 de Fevereiro de 202005Chuva: Morosidade no atendimento preocupa moradores CRÍTICA A PREFEITURA DE SANTA ISABELVila Gumercindo Nas últimas semanas nossa reportagem esteve acompanhando o trabalho árduo que as equipes da Prefeitura de Santa Isabel estão realizando para atender os inúmeros chamados envolvendo manutenção de vias rurais, desmoronamentos e até quedas de árvores. Quando encaminhados, os funcionários - principalmente da Secretaria de Serviços Municipais - buscam realizar o melhor trabalho possível para atender a população nesta época do ano em que houve registro atípico no alto volume de chuvas no município. Diante da eficiência das equipes que atuam nas ruas, nossa reportagem deparou com dois casos distintos em que a morosidade e burocracia estabelecida dentro das repartições das secretarias, trouxeram impactos negativos para uma moradora do Vila Nova e um morador da Vila Gumercindo. RISCO: O primeiro caso envolve a casa do morador Fábio Rodrigues, 42 anos, ajudante geral de obras, que reside na Rua Dez de Julho na Vila Gumercindo, bem ao lado de uma Viela e há meses vem sofrendo com infiltrações. “Resido aqui desde que nasci. Nessa última semana houve um desabamento de terra em meu terreno, colo-Vila NovaParede com Infiltração cando a minha casa em risco. Procurei a Prefeitura assim como faço há meses e eles não nos dão a atenção, isso até acontecer uma tragédia, pois a casa de cima está prestes a cair em cima da minha”, lamenta. O ajudante geral que mora com sua filha e sua esposa convidou nossa reportagem para registrar a situação. Visivelmente preocupado com a casa do vizinho, que fica acima, vir a desabar – Fábio Rodrigues disse que o perigo vem tirando o sossego da família. “Estamos vivendo momentos de aflição, desespero e sem nenhum amparo”, lamenta. DESABOU: O segundo caso, mais antigo, envolve a casa de Cristiane de Oliveira Araújo, 33 anos, operadora de loja, que viu seu muro localizado na viela que liga as ruas Vereador Sebastião Claudiano e Almirante Tamandaré (SIEC) – desabar pela morosidade da Prefeitura em realizar a manutenção no calçamento que o próprio Executivo construiu e apresentou problemas após a conclusão do serviço. Mesmo informando há meses - a degradação gradativa do pavimento - à Prefeitura, a moradora infelizmente teve a pior notícia na manhã da última segunda-feira (10), onde após mais uma forte chuva, uma possível infiltraçãono calçamento provocou a queda do muro; bloqueando o acesso inferior da casa. Cristiane afirma que está com receio de a estrutura da sua casa esteja abalada pela colisão do muro e pela movimentação da terra. “Moro nesta casa desde criança, este muro foi construído há muitos anos, e foi obra da Prefeitura Municipal. Essa parte do terreno [ao lado da casa] era de terra, então a limpeza do matagal que crescia era feita por nós. Há sete meses assentaram bloquetes nesse terreno, e após essa obra começou a gerar infiltração no muro. Procurei secretários que me asseguraram que o muro não cederia. Insegura, entrei em contato com a Defesa Civil, e dois funcionários vieram até a minha casa e afirmaram que não corríamos riscos”, relatou Cristiane. Segundo a operadora de loja, após a queda do muro, novos representantes da Defesa Civil foram até a sua casa na tarde da última segunda-feira e interditaram o local. “Porém não nos informaram mais nada. Voltei hoje de viagem e até agora estou em busca de informações”, disse a moradora cobrando os secretários para uma melhor assistência. Na época em que construíram o muro que desabou, Cristiane de Oliveiraaponta que a Prefeitura “apossou” de parte do terreno que está registrado no nome do seu avô. “Se houver uma nova construção, dessa vez vou ficar atenta sobre a localização correta do novo muro”, frisou. Na manhã da última quarta-feira, 12 de fevereiro, funcionários da secretaria de Serviços Municipais retiraram os entulhos do desabamento. CONFIRMAÇÃO: Segundo uma fonte dentro da Prefeitura de Santa Isabel, no caso envolvendo o muro da moradora Cristiane de Oliveira - foi executado colocação de piso intertravado na viela, ao lado do muro, sem a utilização de um rolo compactador e sem a correção do solo já existente. Após um período, a Prefeitura foi comunicada para a execução de reparos “em alguns bloquetes”.
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x